domingo, outubro 29, 2006

insónias


cama vazia
.
deito-me… sinto a falta de tudo,
respirar…
.
procuro-te entre os lençóis,
perto da lareira apagada…
.
noite fria…
.
sem ti, noite longa e deserta…
rebolo perdido…
.
não consigo fechar os olhos,
não os consigo manter abertos…
.
lágrimas no leito
.
fado negro,
sonhos negros…
.
embalo ausente,
solidão
.
corvo que uiva distante.

Bruno Ribeiro
Lx. 29.Out.06

1 comentário:

rainbowsky disse...

Insónias que num breve instante se instalam mas que duram muito tempo... e quando adormecemos e pensamos que foi só um sonho... na verdade nunca chegámos a adormecer...