terça-feira, julho 01, 2008

de regresso

photo: unknown_ra

perdido,
entre mares e mitos
entre ventos de piratas
e areias que escondem segredos…

ausente,
temporariamente deste mundo
em que os versos bêbedos
de dores traídas
vasculhadas no mar do meu ser!

palavras esquecidas,
guardadas e não visitadas
relembradas
no silêncio nocturno
crepúsculo da tua ausência
amanhecer do meu olhar tristonho…

agora vivo,
mais do que sobrevivo
e gozo o momento
em que te situas no esquecimento
ausente, entre segundos temporários…

Bruno Ribeiro
Punta Cana – Lx. 1Abril.008

7 comentários:

Som do Silêncio disse...

Ahhhhh pois é...
Vejo que em Punta Cana o rapaz não deixou de "trabalhar".
:)

Quanto ao texto, existe uma frase que me deixou a pensar:
"em que te situas no esquecimento
ausente, entre segundos temporários..."


Espero que esses segundos já não sejam temporários, e que cada vez sejam mais distantes!

Um beijo terno

ivone disse...

como num mar de tranquilidade...

no fundo o silêncio é de ouro e ouves a tua voz...sossegadamente

fica bem
bj

.i


ps: leste a minha resposta ao teu comentário em há feridas no cheiro que não se saram?

Reticências disse...

apesar de o texto ser triste, como se escrito por um naufargo, ao mesmo tempo parece adivinhar que melhores momentos estarão prestes a chegar...

"agora vivo, mais do que sobrevivo"

o pior já passou :)

Diva disse...

tristes viagens do ser... Belezas negras.
Bjs meus

f@ disse...

..."perdido,
entre mares e mitos
entre ventos de piratas
e areias que escondem segredos..."
Bonito o poema todo... todos os que escreves...
se forem areias movediças... talvez fiquem a descoberto as raizes,...ztzsyphc
beijinhos das nuvens

rosasiventos disse...

float ing

wind

~

~pi disse...

belo barco ...

regressado ...