terça-feira, julho 22, 2008

deslizo entre as tábuas do meu sentir

photo: abandoned, chair 1_garnoo

deslizei para um condomínio de pó
em que a tinta se transformou em teia de aranha
e a madeira… pequenos passos do tempo esquecido
de náufragas intempéries do meu ser.
lágrimas dos restícios sentimentos
supostamente de tempos idos
supostamente esquecidos…

deslizei por uma cadeira perdida.
numa qualquer sala das recordações
guardadas num qualquer lugar…
perdida entre escombros do meu ser
que está neste meu sentir
supostamente já guardado algures no tempo
supostamente perdido nesse algures…

deslizei entre as sombras
varridas pelo vento que já não sinto
trazer a tua voz, espalhar o teu perfume.
perdidas entre a minha sombra,
vagueando nesta sala
em que me encontro sem janelas
supostamente deixada para trás
supostamente esquecida…

deixo-me ir,
sentado nesta cadeira vazia
do vago pesar que me cobre
entre os olhares distantes em que te procuro
e estes que deito sobre meus pés
supostamente a caminhar algures
supostamente longe deste lugar!


Bruno Ribeiro
PMS, 23.Junho.008

10 comentários:

pimentinhabm disse...

legal!!!
boa terca pra ti!
apareca viu!
bjs

Detalhes disse...

Muito bom!

Bjs

NAELA disse...

Bruno deslizar sobre os teus sentimentos e percorrer a estrada da vida, deixando-te levar por lugares escondidos em teu ser!
Beijo doce

Twlwyth disse...

Sento-me à tua frente para te ouvir deslizar estas palavras.

Beijo

cõllybry disse...

Tantas são as vezes que deslizamos no nosso sentir...Este Teu é belo

Beijito

~pi disse...

dens O ~

Vanessa. disse...

Espectacular!

Por entre o luar disse...

Queri ver coisas alegres neste blogue:)

Gosto muito de vir ca.. mas rpecisa de alegria:D

Beijinho e sorrisO

Brain disse...

E porque não?
Porque não esse "deixares-te ir?"

Excelente!
Como sempre!

Aquele Abraço.

ivone disse...

assenta os pés no chão e deixa_te levar...