quinta-feira, julho 03, 2008

ser

photo: why can´t i be you_avalon

neblina do ser que ansiava
outrora, do que fui e seria
ser, por quem ser
o que desejava ser e ter.
tendo, nas mãos (vazias) abertas
um rasto do perfume
que um dia tive…
não penso como seria
se tivesse continuado a ser…
apenas sinto nas margens da solidão
as paredes emancipadas
da inquietude do meu ser
que, não sabe ser,
o que agora sou… vazio!

cortina ténue do invisível ser
que ao teu olhar não sou
o ser que desejaria ser.
tendo, nas mãos (vazias) abertas
o ser que vagueia
entre a brisa perfumada
do ser e ter, o sorriso inconsciente
da necessidade de ser o que fui!
mas não penso nesse ser passado,
apenas sinto nas margens da solidão
os ponteiros vagos da penumbra
escuridão de qualquer ser
que desejasse ser outro ser e ter.
e não este ser
que agora sou – vazio da solidão!

e não penso em qualquer outro ser
que não este que sou,
e descobri nas mãos abertas e não vazias
que serei sempre aquilo que sou
e que o tempo me fizer ser
e o que quiser ser,
lutando pelo que serei
enquanto sou quem sou!

e nessas margens das recordações
fui pedaços do que sou
sem vergonha, sorrindo!
e contigo ou sem ti, serei quem sou!

Bruno Ribeiro
30.Abril.008

10 comentários:

Secreta disse...

Aconteça o que acontecer , sê sempre fiel a ti mesmo.
Beijito.

Cöllyßry disse...

Na vida nada acontece por acaso...Sê sempre Tu deixa sair a natureza de Tua Alma...

Beijito

Ana Pallito disse...

?Ser desejo ou desejo Ser?

Som do Silêncio disse...


Excelente e fabulosa foto! Adorei!


Vazio? Não...! Nada disso! Nunca! E nem aceito isso!


Serás sempre quem és, porque assim o és!
A vida já se encarregou de te ensinar tanto, e ainda tens e temos tanto para aprender...mas nunca alterando o principal:
A nossa essência!

Beijo terno

Olá Bruno :)

Paradoxos disse...

"apenas sinto nas margens da solidão
os ponteiros vagos da penumbra
escuridão de qualquer ser
que desejasse ser outro ser e ter.
e não este ser
que agora sou – vazio da solidão"

texto brutalmente delicioso de se ler!!

abraços

Detalhes disse...

Além de um bom texto, uma imagem estrondosa!

Bjs

ivone disse...

um sexto sentido me diz que és não sendo...
que tiveste mas já não tens...
e que tens como vazio a companhia da solidão...

é?


beijo

Anónimo disse...

venha participar em www.luso-poemas.net
seria uma honra a sua presença

Por entre o luar disse...

Porque ser aquilo que somos nem sempre é bom, mas é aquilo que está mais correcto...
Hoje sei que mudar por alGuem talvez não seja a melhor solução, pois quem não nos aceita como somos, não merce que mudemos por eles:)

Beijito e sorrisO*

f@ disse...

ser neblina que se dissipa ...
o dia e a noite ficam claros
bj das nuvens