quinta-feira, setembro 04, 2008

tatuo no tempo

photo: o descanso e o sonho ...do poeta_fernando figueiredo

tatuo o tempo com o teu nome
e vasculho nas memórias
fragrâncias do teu rosto
que me fazem sorrir
e chorar no segredo nocturno

rabisco e marco na pedra
versos do nosso sentir
aqueles beijos que guardo nos lábios
e me fazem sentir vivo
e morto no crepúsculo do segredo

gravo na face da lua
o teu sorriso que me vassala
na qualquer circunstância de um viver
em que olho para o distante
e te procuro nas sombras do crepúsculo

vasculho entre os gestos distantes
acordes do teu olhar que me chama
entre as vagas das nuvens
que pintam na minha alma sorridente
e tristonha, sombras da noite

Bruno Ribeiro
PMS. 29.Junho.008

8 comentários:

Vanessa. disse...

Adoro ler este teu espacinho. Cada palavra mais bonita que a anterior, envolvo-me nelas e deixo-me levar pela sua beleza :')

Vanessa. disse...

' gravo na face da lua
o teu sorriso que me vassala
na qualquer circunstância de um viver '

Adorei.

NAELA disse...

Bruno aqueles beijos que guardo nos lábios
e me fazem sentir vivo
e morto no crepúsculo do segredo
Intenso e brutal!
A tatuagem que marca a ausencia...
Um beijo terno

F R E Y J A disse...

Caríssimo,

Quase que o senti.


Gratz pelo Blog e Obrigada por partilhar.

Cumprimentos,

impulsos disse...

Bruno
Tu escreves sempre com a alma!
Revejo-me em tanto do que escreves...

Adoro quando te vestes assim, de negro e te deitas sobre a folha de papel em branco, desenhando-lhe os teus sentimentos e colorindo-os com as cores que mais gostas e te identificam enquanto poeta!

Por tudo o que me tens oferecido, o meu sincero obrigado!

Beijo

Som do Silêncio disse...

Olá Bruno

Como é bom vir de férias e deparar-me com um texto assim...
Mas eu já esperava algo do género, pois uma pessoa como tu só sabe escrever assim....com magia!

Tinha saudades!!!

Beijo terno

Paradoxos disse...

Do melhor...

Twlwyth disse...

Adoro a simbiose com a Natureza.

Beijo terno