sábado, setembro 27, 2008

choro

photo: Ensaio I - O Principio da alienação_fernando figueiredo


choro,
no silêncio das palavras
no silêncio dos lençóis,
quando o mundo adormece…
e eu me mantenho no pedestal das insónias

varro o ar,
cansado de sentir o que sinto.
de olhar para o que vejo…
deixa que te diga. estou cansado
de te sentir neste vazio do coração
que me afoga de tão cheio

ouço o mundo dizer
ouço a cidade falar…
quando só queria ouvir a tua voz…
oceano que me faz navegar
num mar de emoções
que agora são trambolhões
que teimo não querendo…
a cair uma e outra vez.
porque o não relembrar-te, é tão difícil
como o deixar de sentir o que sinto.
como o vento que me acaricia
numa tempestade que não me afecta
porque estou perdido nos pensamentos
que me avassalam. tentando não pensar…

e caiem-me lágrimas quando menos espero
e tu… pano de fundo!

Bruno Ribeiro

Pms, algures entre um sorriso e uma lágrima caída

11 comentários:

Touch disse...

Lindo adorei o post
Cá voltarei pra te ler mais um pouco...

Beijo
Touch

Freyja disse...

Caro Baraújo,

O foco da dor se urge na ausência onde tudo é mais difuso e simultaneamente presente.
Raciocino a evasão como um afundar profundo na solidão.
Pensa
Reflecte
Exorciza
Acalma
Respira fundo
e ... Sorri!

One more battle done!

È... eu sei que não se consegue...
Talvez o prostrar da dor te alivie esse calor que gelou. Mas não olvides que a comodidade da dormência não fará de ti um sorridente astro.

Sorvido beijo

impulsos disse...

Tristemente belo
É assim que te leio
É assim que te sinto
Mergulhado no teu mundo
Onde o negro da noite
É o teu refúgio
Onde o silêncio te habita
E as sombras que deambulam
Pelos recantos do teu sentir
São os seres impiedosos
Que te impelem a escrever...
E tu
Cego de amor...
Segues os seus conselhos
Pisando o tempo
Chorando palavras
Ensanguentadas de dor
Escrevendo para não morrer!

Beijo

ivone disse...

pmp seria pormãoprópria
pms? pormãosó?

há sentido quando o sorriso se mistura com choro. é como que uma miscelândia de trizteza e felicidade juntas. o único senão é que não se consegue separar as duas por isso resulta sempre num sentimento estranhíssimo.

Som do Silêncio disse...

Bruno...

Voltei :)
Agora vem cá, encosta lá a tua cabeça no meu ombro, e fala se quiseres, chora se quiseres, sorri apenas se quiseres, que eu estarei ao teu lado.

Bjs xxl

Andreia disse...

A vida é generosa e quando menos se espera conhecemos a parte mais luminosa de nós, do nosso coração, da nossa alma...e quando o pano de fundo cai, encontramos o nosso verdadeiro eu,o verdadeiro sentido para nós, alcançamos a verdade e aí será possivel sentir toda a beleza da vida e do amor.:))
Beijinho no teu coração

Shadow disse...

Olá Bruno

Sorri, que é a melhor terapia.
Chorar, por vezes faz bem, alivia, mas sorrir é sempre melhor, e não faz tantas rugas!

Bjs,
Shadow

impulsos disse...

Bruno
Voltei para te deixar um link
E desde já peço desculpa pelo meu atrevimento...

Vai lá ver se quiseres.

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=54750

Beijo

Attitude Problem disse...

E vim saltear essa lágrima (in)contida num beijo sentido...



Um beijo.

(in)confessada disse...

"...porque o não relembrar-te, é tão difícil
como o deixar de sentir o que sinto..."


coincidências

Desnuda disse...

Fantástico...Não por menos foi motivo de inspiração da Cleo!

"e caiem-me lágrimas quando menos espero
e tu… pano de fundo!"

Beijo