segunda-feira, setembro 08, 2008

naquele dia

photo: message in a bottle_wislawa szymborska


naquele dia escorregadio,
que atravessa o ciclo do próprio tempo
perdido que está
nos versos do esquecimento.
sim,
nesse dia esquecido…
fatídico, em que o violino se calou
sem os traços amplos to teu sorriso.
lancei à água um frágil mensageiro
com velas de cortiça e casco de vidro.

Bruno Ribeiro
PMS – LX 23.Maio.008

12 comentários:

Moon_T disse...

tavas sem net?
heheeh
brincadeira...



a mensagem que envias-te será inevitavelmente entregue. Há mensagens que nao passam em vão.
gostei bastante, sinceramente.


obrigado
abraço

NAELA disse...

Bruno naquele dia escorregadio...mensagens esquecidas no vacuo do nosso sentir!
A tua escrita e simplesemente profunda que toca a alma.
Beijo doce

Por entre o luar disse...

=) Profundo;)

Beijinhos e sorrisO*

Attitude Problem disse...

Gostei de visitar o teu mundo mesmo que em modo de retribuição.
Um espaço diferente e de imagem muito pessoal (foi o que senti quando te observei!). Permite-me que te link. ;))

Um beijo.

Twlwyth disse...

Adorei a ideia do frágil mensageiro. Só de alguém com a tua sensibilidade, uma forma especial e intensa de sentir.

Beijos

Freyja disse...

Caríssimo,

Quem sabe um dia não se revoltam os mares e te retornam a mensagem com cheiro a jazmim.

Cumprimentos,

mnemosyne disse...

A água lava em seu remanso a sombra do passado...
Na boca das palavras a boca da alma...

ivone disse...

e já tens resposta?

impulsos disse...

Será que já chegou?
É que por vezes o mar é traiçoeiro...
E sendo um mensageiro tão frágil...

Bonito e sentido, como sempre, meu amigo!

Beijo

pimentinhabm disse...

vc gosta de aborda temas sobre o tempo neh
kk
bem profundo
gostei do finalzim!
=*

bom domingo

Pearl disse...

Um dia esquecido para os alheios para quem de direito tornou-se inesquecivel!

beijo

Som do Silêncio disse...

O violino até pode ter ficado sem som, mas tu Bruno, jamais!
As tuas palavras ecoam nos jardins da minha alma!

Bjs ternos