quinta-feira, junho 19, 2008

o mundo pára

photo: unknown [oferecida por alguém especial]


quando sorris, o mundo pára
grinaldas de cor
que explodem
como um fogo de artifício
de pétalas…

quando me olhas dessa forma
deliro, perco-me no teu olhar
vivo cada nanossegundo
intensamente,
e não há outra maneira…

quando me beijas
sinto o coração enlouquecido
dançando, pulando pelo corpo
vibrando a cada instante
o mundo pára…

e sem jeito
neste gesto mimado
de te querer olhar,
ver-te sorrir
intensamente beijar
entrego-me a ti!

Bruno Ribeiro
Lx. 8.Abril.008

14 comentários:

Reticências disse...

Que bom é

Quando o mundo pára
e nós nos entregamos...

:)

f@ disse...

Novo visual bem bonito…

Bruno quando tu escreves o mundo tb pára…
e acho que tu tb sorris quando escreves… e o teu sorriso deve ser musical como o “fogo de artificio” deste teu poema…
gostei mto...
beijinho das nuvens

MirMorena disse...

"Sem você, este universo perderia
poesia e beleza;
faltaria uma canção,
uma nota,
haveria um vazio.

E isso ainda ninguém lhe disse.

Osho"
________

Queria escutar?
Digo eu à vc...é de coração...

Feliz final de semana
Bjuss de carinho

Flôr de Luali disse...

Simplesmente...Bonito:)
Sei que ainda há almas bonitas e a tua é, sem duvida alguma, uma dessas almas perfumadas, mágicas:)
E a imagem, gosto-a imenso e tu sabes o quanto:))

Aquele abracinho com carinho

NAELA disse...

Bruno e sem jeito
neste gesto mimado
de te querer olhar,
ver-te sorrir
intensamente beijar
entrego-me a ti!
Detenho-me nestes versos em que o desejo deliberadamente projecta-me para este sentimento magico!
Beijo doce

Carol disse...

Mais um belo poema teu. Adorei!

Twlwyth disse...

Bruninho,

Desde quando são escassas as tuas palvras se a tua entrega é tão completa em cada verso?

Beijo carinhoso

Som do Silêncio disse...

Bruno

Um texto muito ao teu estilo, onde a qualidade e a beleza estão lado a lado!
É sempre um momento mágico estar aqui...
E como através da magia podemos fazer tudo o que queremos, aqui...neste momento...gostava de voar! Sim, voar ao ritmo das palavras que aqui nos ofereces...

Lindo!

Aquele beijo

cõllybry disse...

Quando a entrega se faz por inteiro, o amor vibra com todas as suas cores...Belo

Beijito

su disse...

Gosto do aspecto "novo" (?) do blog!

cada acto de netrega traz em si também uma descoberta do melhor de nós mesmos...como o prazer que se retira da leitura deste teu poema.

Uma declaração.

Deusa Odoyá disse...

Oi meu novo e estimado amigo Bruno.
que lindo poemade entrega e paixão.
Felicidades e um bom fim de semana com muita paz e amor em seu coração.
Fique na paz.

sua nova amiga.
Te aguardo no meu cantinho.

Azul disse...

Boa noite Bruno!

Sabes... adorei este teu post, porque quando o "meu mundo pára"... é assim :)

E depois... depois não pude de achar engraçado o dia em que o escreveste e sabes porquê?! Porque nesse dia fui "pequenina" e tive um dos melhores presentes da minha vida. :)

Beijo terno, Bruno
Azul

PS: fez-te bem... a cama de rede (hihihiihi)

cacau disse...

gosto do que escreves... beijo

Nogs disse...

que cintilante este poema.

Beijinho