segunda-feira, abril 23, 2007

cúmplices

OBRIGADO!
Uma vez mais partilho algo com uma pintura oferecida com um sorriso... da Betty [
encontrosnacidade] ... pois há palavras e pincéis que só fazem sentido assim...juntos...



abri as feridas do meu corpo, do meu ser


abri o livro da minha vida,


proferi palavras há muito guardadas


fugi com o meu olhar


vagueei por ruelas estreitas do passado!


só tendo sido possível pois eras tu que me escutavas


revelei as masmorras dos meus segredos


enquanto trocávamos olhares de cumplicidade


e por vezes era eu que te escutava,


nos versos soltos do passado


nas palavras do presente


e percorremos as ondas das gargalhadas


e partilhámos a inocência dos sorrisos


e vagueámos pelos algures desconhecidos


por entre multidões incógnitas


por entre lugares vazios de gente


- cheios de calor


dançámos pela cumplicidade da amizade


através do olhar, do brilho do olhar


desvendámo-nos sem nos apercebermos


e escrevemos no ar pensamentos


que nos faziam suspirar...




Bruno Ribeiro


Lx. 20.Março.007

16 comentários:

yohanan disse...

partilha da inocência dos sorrisos a partir das ondas das gargalhadas, vagueando, dançando ao som da cumplicidade que nos une sentida através do brilho do olhar e sem dar conta pairava no ar o rasto de suspiros em unissono... Momentos partilhados em cumplicidade, sabe mt bem! :)

beijinhos fofos e doces embrulhados em algodão doce.

Brain disse...

Bruno,

Amizade...
Cumplicidade...

Valores! Preciosos!

Vive-os ao máximo e à noite, guarda-os no cofre, como tu o que é bom demais, deve ser guardado, para evitarmos que os levem de nós.

Um excelente texto,
Bem ao teu estilo!

Abraço.

betty boop disse...

“só tendo sido possível pois eras tu que me escutavas…”

Por vezes surgido do nada surge alguém que nos escuta e anseia pelo mesmo.
Alguém capaz de sarar as nossas feridas mais profundas… os enganos de uma alma desencantada.
Revela-se, revelo-me, conhecemo-nos sem julgamentos, sem pressões.
Não me evitas, não te evito mesmo conhecendo o pior que há em cada um de nós.
Caminha ao nosso lado…
Passa a ser a voz do nosso sentir que permite que essa cumplicidade seja intensa, verdadeira e pura.
Obrigada.

Bonita pintura,
Bonitas palavras,
como se entrelaçam tão bem… ;)
Um beijo especial com um toque de arte e... muita cor.

rainbowsky disse...

É sempre bom cir aqui a este paço deste meu amigo Bruno e poder ler e ver a fusão das palavras e das imagens. Já me habituei a ler boa poesia, e voltar é sempre... um direito adquirido :) Um abraço.

Moura ao Luar disse...

Beijo de bom fim de semana

Secreta disse...

"Desvendámo-nos sem nos apercebermos ..." e esta é sem dúvida a mais verdadeira e sincera entrega.
Beijito.

marisa disse...

aproveita cada sorriso cada momento cada gesto e cada olhar... porke amanha podes nao pensar assim e o k fica sao esses gdes momentos beijo

Twlwyth disse...

Admiro a cumplicidade aqui presente feita de pormenores tão simples e bonitos como uma estrela do mar.

morriganwitch disse...

O mar é tão intenso como os sentimentos dos homens e, talvez por isso, a humanidade se sinta tão encantada pela sua beleza. Lindo este entrelaçar de beleza e de arte

tibeu disse...

Gostei muito deste post, vou voltar para apreciar este lindo blog. parabens

Lylia disse...

Olá.. ja te leio com carinho a algum tempo e sempre adorei as palavras doces que partilhas.
este não é excepçao.. um toque de leveza, um misto de sentimentos bonitos.
Beijo, Lylia

Angela disse...

As tuas palavras são tão ternas, tão delicadas...

Sabe muito bem ler-te!

É lindo falar assim da cumplicidade existente entre dois seres.

Um grande beijinho.

Secreta disse...

Vim fazer uma visita.
Deixo um beijito :)

Confúcio Costa disse...

Escrever é sempre, mesmo quando não o parece, no ar.

Abraço.

Broken disse...

Lindo, lindo, lindo, como TU.

Momentos inteiramente nossos que um dia partilhamos com alguém.

A isto chamo cumplicidade, ternura e confiança.

Como sempre, adorei.

Bjinho grande

mensageira disse...

Cumplicidade. Sim, cumplicidade nas palavras, nos sentimentos transmitidos na beleza das palavras.

Beijo.