domingo, março 22, 2009

deixo-te e vivo-me!

photo: a verdade não liberta_mariah

sobre a folha de papel vazia
pouso a caneta de tantos escritos
já seca,
apago o candeeiro
já rouco,
saio, fecho a porta
e parto…

bruno ribeiro
lx. 17.fevereiro.009

6 comentários:

Vasco disse...

Para podermos viver-nos é por vezes necessário que fechemos algumas portas atrás de nós! Abraço!

Attitude Problem disse...

É uma ideia ou uma... certeza?!


Beijos. Meus.

Som do Silêncio disse...

A incerteza...sentimento que não me agrada.
Prefiro quando te leio e tenho certezas...

Beijo terno,
Som

Por entre o luar disse...

A partida é para melhor ou pior?

Espero que seja para melhor...

Beijinhos e sorriso=)

Rain disse...

Partir e não voltar. A eterna e derradeira última despedida. E se se pudesse voltar? a porta ainda estaria aberta? Que angústia. Adoro a imagem...

Susn disse...

E voltas... de coração aberto.

beijinhos Bruno