domingo, março 09, 2008

o abraço da solidão

photo: sem título_Francisco Garret


sinto os beijos vazios nos meus lábios
e a vazia presença da tua ausência…
sinto os lábios macios na imaginação
em que te olho e te vejo quando não estás…
sinto o florescer do teu sorriso
e a lágrima que cruza o meu rosto
sinto as palavras que se perdem
no rio da minha doce amargura

sinto o abraço da solidão

os teus beijos…
sinto falta!

dá apenas a oportunidade de falar
à tua voz que me embala

Bruno Ribeiro

10 comentários:

Som do Silêncio disse...

Bruno...

Nem sei o que dizer, pois este teu texto entrou em mim como uma fecha destemida...e cravou as palavras bem no fundo!

O meu beijo terno...

MatosB disse...

1st things 1st:
obrigado pela visita ao nosso weblog.

este seu, é intimista; espero que o poder da palavra toque e desperte o sentimento de quem (parece-me) lhe corrói a felicidade, ou que lhe permita encontrar a felicidade de novo, noutro "livro de vida", diferente, novo, por ler.

As imagens ligam de forma fantástica com os conteúdos.

Felicidades!

Secreta disse...

O abraço da solidão , que nos magoa, que nos fere , que nos desanima.
Beijito.

Azul disse...

Abraça-se a ausência.
Aninha-se nas lembraças.
Embala-se nas saudades.

Perfeito o teu post!

Beijo
Azul

Bichinho disse...

Abraça-me, na solidão...beijo fantasma.

Brain disse...

E o sentimento,
Em pleno,
De um abraço,
Em falta,
Pelas palavras!

Soberbo Bruno!

Um Abraço meu.

Rain disse...

olá, depois de tanto tempo out, back again... Não podia deixar de visitar-te. Bj

nuvem disse...

Às vezes nem as palavras chegam para o tanto que se sente...

Muito bonito.

Beijos

Sara Imaginário disse...

Expande teus sentidos nessa vasta solidão e toca o âmago da questão porque depois de ficares sem chão heis que volta a ti teu coração para de novo um dia se perder de Amor outra vez...

Twlwyth disse...

Que as minhas palavras cheguem até ti em forma de um abraço.

Lindo!

Beijo