sexta-feira, outubro 05, 2007

Ilusões


Acorda-me com um beijo,
Acorda-me deste sonho que não quero,
Acorda-me… diz-me que foi só pesadelo…
Deixa-me olhar-te e retribuir com um sorriso,
Com outro beijo…

Ainda sinto os teus lábios carnudos e macios
Abraçar-me nos teus sorrisos…
Ainda sinto o teu perfume espalhado
Em mim…

Deixa-me olhar-te…
Pois não me canso de olhar para ti
Nunca me cansarei…

Acorda-me…
Desta utópica realidade que não desejo
E sorri-me com palavras doces…
Deixa-me embrenhar-me nos teus cabelos
E pegar o ar de mãos dadas…
Deixa-me nadar no teu olhar,
Pois jamais deixarei de me cansar de te olhar…

E em cada instante sem ti morro…
Para de seguida renascer com esperança
Para depois me afogar em lágrimas…


Bruno Ribeiro
Lx. 12.Nov.06

3 comentários:

Azul disse...

Boa noite Bruno!

É uma ausência imensa que se sente. Um dor que nos consome por dentro. Doi. E depois... depois dizes em 3 frases tão simples... tudo o que se sente quando a ausência de quem se ama se torna presente:

"E em cada instante sem ti morro…
Para de seguida renascer com esperança
Para depois me afogar em lágrimas…"

Adorei!

Beijo
Azul

Secreta disse...

Ás vezes queremos tanto "acordar" ... e esquecemos que na realida já estamos bem acordados , e o pesadelo , não é nada mais nada menos do que a nossa realidade ...
Beijito.

coisas&letras disse...

Olá Bruno...

Gostei tanto do que escreves e como escreves que não consigo sair sem comentar... gostei mesmo!

Descreves tão bem as sensações desses momentos... com uma sensibilidade que pensava extinta...Parabéns!

Cumprimento:
C&L