domingo, dezembro 30, 2007

a partida (parte I)

photo: o tempo passou por aqui_daniel oliveira


hoje é o dia da minha partida
iço as velas dos meus sonhos,
sinto a voz do vento, o calor do céu!
olho à imensidão do mar,
com os pés na areia molhada.
levanto a âncora e parto…

não posso olhar para trás,
para os rostos que me vêem partir
para as lágrimas que banham a paz
para as mãos a acenar
e as últimas palavras, sem adeus!

hoje é o dia da minha partida
em que ergo o olhar à esperança
de içar a coragem e vencer os medos.
olho à imensidão do teu olhar
sinto a melosidade da tua voz
e delicio-me nos teus sorrisos.
e parto…

Bruno Ribeiro
PMS, 9.Março.007

7 comentários:

Lu@r disse...

Desejo que se realize todos os teus sonhos no ano que se aproxima.

Feliz 2008

Abraço

Rain disse...

Parabéns por este poema, é sempre triste e alvo de inspiração a despedida, ainda que seja a nossa.
Gostei muito.
;)Beijinhos.
Feliz 2008!

nuvem disse...

Uma doce partida, esta. Gostei muito.

Um beijo e um Feliz 2008 :)

Twlwyth disse...

É tempo de colher a esperança. Um beijo e um sorriso delicioso.

Flôr de Luali disse...

Gostei deste poema.
Que a esperança e o amor estejam sempre presentes no teu coração e na tua alma...
Beijo perfumado de esperança, alegria e amor

Sara Imaginário disse...

E caminha confiante levando contigo um saco vasto de sonhos e acredita em todos eles porque são eles que fazem de ti peculiar como és.

Eu sei que vou te amar disse...

Partir com a alma leve, levando apenas um sorriso...belo!